Redator Freelancer PJ: serviço profissional de qualidade

Muitas empresas formais precisam de um redator freelancer PJ, ou seja, um profissional que faça criação de conteúdo e que possua MEI para emitir nota fiscal de seus serviços.



Redator Freelancer PJ


Hoje em dia, com um celular ou tablet, qualquer um pode ser um redator freelancer, porém, um serviço de qualidade tem que ser também feito de forma profissional, e ao emitir nota fiscal, esse prestador de serviço, demonstra sua preocupação em atender empresas e empreendedores que precisam de tal diferencial.


Diferencial competitivo? Isso mesmo, ainda é comum poucos profissionais terem um MEI, onde a maioria se apoia na emissão de nota fiscal como pessoa física, onde algumas cidades permitem tal ação com um número limite.


Contudo, penso eu, a formalidade é um diferencial que não apenas nos destaca, mas também abre mais oportunidades em que esse requisito seja fundamental.


Além disso, atuar como redator freelancer PJ é bacana no sentido de que mostra que estamos na profissão por amor à ela, e que o crescimento será constante, e o investimento em conhecimento e em novas ferramentas para atender as tendências do mercado, fará parte da vida daquele que é empreendedor na área de escrita.


E digo mais, quanto mais redatores freelancers aderirem ao MEI, mais valorizada será a nossa profissão, onde somente os apaixonados por palavras e personas ficarão em evidência no mercado.


Recado para o redator freelancer iniciante


Estou no mercado da escrita desde 2017 e você redator iniciante, que está chegando agora ou tem menos de dois anos no mercado, saiba que escrever é pouco, as empresas querem resultado com seus textos.


Logo, quanto mais isso ficar visível na entrega do seu conteúdo, mais rápido você será valorizado, podendo cobrar um valor mais justo ao seu trabalho.


Muitas agências de marketing digital querem que você faça um valor por volume, e vou te dar um conselho: se quiser aceitar ser remunerado desta forma, tudo bem, mas não permita que isso se torne um padrão.


Isso porque, você irá perceber que a qualidade do seu trabalho, não dependerá do número de palavras que você escreve, mas sim, pelo objetivo que cada texto terá de cumprir dentro da jornada a qual ele será inserido.


E a empresa que está investindo em você, tem recursos o suficiente sendo compartilhado com outros profissionais que verdade seja dita, estão cobrando um valor justo pelo que fazem.


Vale a pena ser um redator freelancer PJ?


É engraçado eu responder essa pergunta, porque eu abri minha inscrição como pessoa jurídica recentemente, contudo, posso dizer que vale tanto a pena, que hoje me arrependo de não ter feito antes.


Perdi oportunidades maravilhosas, onde eu poderia ser parceira de empresas e agências que além de pagarem bem, são daquelas que estão sempre requisitando o serviço de marketing de conteúdo.


Por isso, você redator iniciante e que gosta ou que manda muito bem na escrita, não demore muito em se tornar um redator freelancer PJ, dessa forma, você apoia o mercado como dito anteriormente e suas chances de crescer com empresas sérias são maiores e frequentes.


Por fim, há muitas profissões e meios de ganhar dinheiro com a internet, e eu me encontrei na prestação de serviços com marketing de conteúdo e recentemente com UX Writing, mas há uma infinidade de áreas.


O importante é você demonstrar sua seriedade e comprometimento primeiro, é assim, que as pessoas e empresas lhe verão, ficando mais fácil também a negociação, quando a primeira impressão já foi satisfatória pelo seu cliente em potencial.


Concluindo, espero ter ajudado você a sair da inércia e buscar informações na sua cidade em abrir um CNPJ e inscrição municipal para se tornar um redator freelancer PJ. Te desejo sucesso e espero ler os seus textos por aí!

13 visualizações0 comentário